Em momentos de desesperos, ficamos loucos. Eu fiquei. Eu estava sozinha, abandonada. Tudo que eu tinha era eu e o vazio que me rodeava. O único barulho que se escutava era o da minha respiração acelerada, e de vez em quando os soluços após minhas horas de choro. Eu estava definhando e ninguém se importava. De repente eu me senti necessitada a culpar alguém por o que estava acontecendo comigo. E ao olhar todos à minha volta percebi que todos já haviam errado comigo, seja lá o motivo, mas por maior que fosse o erro, nenhum ali tinha errado o suficiente para ser culpado. Eles não tinha nada a ver comigo. Nada mesmo, porque se houvessem se preocupariam, mas a realidade é ao contrário. E aí eu percebi que a culpada de tudo isso é só uma pessoa… Eu. Sim, a culpada disso tudo sou eu mesma! Eu por ter esses medos bobos, essas paranoias irritantes, essas atitudes imprevisíveis. Ninguém aguenta por muito tempo uma pessoa como eu. E eu compreendo. Sou muito difícil de lidar, de verdade, tanto que já pensei em desistir de mim. Mas não desisto. Apesar de estar sozinha eu não posso. Há uma vida toda pela frente! Talvez será daqui umas horas, uns dias, uns meses ou até anos que encontrarei a pessoa que não me fará sentir-me tão sozinha como me sinto assim. Talvez seja só consequências do meu desespero essa solidão, ou talvez seja carência no nível máximo. Só sei que me sinto perdida em meio a muitos, me sinto tão desnecessária, tão insignificante perto de tantos que parecem ser a vida dos outros. Eu já tentei de todas as maneiras me reerguer, mas necessito de cordas, e ninguém as joga, isso só me joga ainda mais na cara que a culpada dos meus erros fui eu, que se o dia amanhã não nascer a culpada fui eu e mais ninguém.  E é assim com todo mundo, os culpados sempre somos nós mesmos, pelas nossas escolhas erradas, pelas palavras ditas, pelas atitudes. Não foi ninguém que errou por nós, fomos nós mesmos. E essas culpas amontoadas estão me fazendo muito mal. Eu só queria agora poder descarrega-las em um poço profundo, de onde elas nunca mais pudessem sair. Sei lá, eu tô me sentindo muito presa, muito sufocada. Eu preciso de alguém para me ouvir, para me aconselhar. Não tô mais conseguindo guardar tudo aqui dentro, não quero mais ter que desabafar minha tristeza no travesseiro com minhas lágrimas ininterruptas. Eu queria alguém pra contar, pra na hora do aperto no peito eu telefonar e dizer “Vem cá, preciso de ti.”, mas sei lá, as vezes eu olho e vejo que é melhor não ter ninguém, porque eu sempre confio demais e no final quebro a cara, e daí essa pessoa só vai piorar as coisas. Pois é, isso é só uma amostra de como eu sou. Sou uma incógnita. Não sei nunca o que quero de verdade. Vivo com dúvidas constantes, sou uma enorme interrogação, sou aquela pergunta que ninguém se atreve a responder. Sou alguém que ninguém consegue decifrar, nem eu mesma consigo. Sou difícil, e mais difícil ainda são meus sentimentos. Minha mente esta toda embaralhada como um jogo de cartas, mas eu preciso arrumar tudo, colocar tudo no lugar. Eu estou cansada de mim mesma, cansada de está sendo esse alguém sem motivo nenhum na terra. Eu só preciso um ombro pra encostar, um sorriso pra poder sorrir, pessoas verdadeiras ao meu lado, e principalmente preciso da minha fé, que foi metade dela embora. Eu preciso seguir em frente por mais difícil que seja, mas eu preciso, porque ninguém vive só de lagrimas, a vida é sorrisos, e se é sorrisos eu preciso sorrir.

Leiliane, Larissa, Paula, Yara and Dayane {rascunhados}

 

 

 

  1. jahoviavibe reblogged this from rascunhados
  2. just---memories reblogged this from rascunhados and added:
    Em momentos de desesperos, ficamos loucos. Eu fiquei. Eu estava sozinha, abandonada. Tudo que eu tinha era eu e o vazio...
  3. mudaram--as--estacoes reblogged this from tuamorada
  4. tuamorada reblogged this from a-rmastus
  5. a-rmastus reblogged this from rascunhados and added:
    Em momentos de desesperos, ficamos loucos. Eu fiquei. Eu estava sozinha, abandonada. Tudo que eu tinha era eu e o vazio...
  6. cosiness reblogged this from rascunhados
  7. s-orrisos reblogged this from rascunhados
  8. desvirtuada reblogged this from ocolizada
  9. ocolizada reblogged this from rascunhados
  10. rascunhados posted this

lovucky